quarta-feira, 3 de junho de 2015

20ª - Circuito Colônia Marcelino - São José dos Pinhais - 28/06/2015



Responsável: Antonio Marcos Chupel

E-mail: turismo@sjp.pr.gov.br
Tel: (41) 3381-5812 (41) 3381 5813


Distância: 10000 Metros

Duração: 120 minutos

Condição do terreno: Percurso com piso irregular

Esforço físico: Esforço moderado

Orientação do percurso: Caminho ou sinalização que indica a continuidade

Severidade do meio: Moderadamente severo

Código ANDA/IVV: 1167

As inscrições começam à partir de 18-05-2015 ate 27-06-2015

Ponto de Encontro: Salão da Igreja Ucraniana Santíssima Trindade - Colônia Marcelino - São José dos Pinhais Paraná


Inscrições
1kg de alimento não perecível

Informações
3381-5812 - 3381-5813

Percurso de 10.000m
Nível intermediário de esforço, percorrendo estradas rurais e trilhas, com subidas, descidas, degraus e obstáculos naturais em meio à mata.

Concentração
Salão da Igreja Ucraniana Santíssima Trindade - Colônia Marcelino - São José dos Pinhais Pr.

Credenciamento
7h00 às 10h00
Saídas: Das 8h00min às 10h
Chegada até às 14h

Café da manhã - Somente dinheiro R$ 12,00

Café, leite, sucos, chá, broa e pães caseiros, pão integral, Torresmo, Queijo caseiro, Queijo e presunto fatiado, Mortadela, bolos, kuca e frutas.

Almoço no salão da Igreja - Somente dinheiro R$ 25,00
Risoto, arroz branco, maionese, perohê, molhos, 3 Tipos de Carnes, 6 Tipos de Saladas
Bebidas: a parte
Sobremesa: cortesia

sábado, 18 de abril de 2015

18ª - Trekking Pico do Paraná - 20/04/15

PICO DO PARANÁ

Um pouco de história:

          É a montanha mais alta da Região Sul do Brasil. É uma formação rochosa de granito e gnaisse, entre o município de Antonina e Campina Grande do Sul, no conjunto de serra chamado Ibitiraquire, que na língua tupi significa "Serra Verde". Ele foi descoberto pelo pesquisador alemão Reinhard Maack através de suas incursões na Serra do Mar no estado do Paraná, vindo daí seu nome de batismo.

          O conjunto principal do maciço rochoso que compõe o Pico Paraná é formado por três cumes: pelo próprio Pico Paraná (também chamado abreviadamente de PP), União e Ibitirati. Neste último está o mais alto paredão de granito do Brasil, com 1050m de altura, com inclinações que variam dos 70° aos 90°. O acesso para sua escalada se dá via Bairro Alto, município de Antonina.

         Foi descoberto pelo pesquisador alemão Reinhard Maack. Entre 1940 e 1941 Maack efetuou diversas incursões à Serra do Ibitiraquire com o objetivo de obter medições e anotações sobre a fauna e a geomorfologia da região. Naquela época ele registrou que o cume do Pico Paraná teria 1.922 metros de altitude, sendo a partir deste momento a mais alta montanha do Paraná e da Região Sul do Brasil. Antes disso, a montanha mais alta do estado do Paraná era o Monte Olimpo no Marumbi.

          Em 1992 sua altitude foi aferida em 1.877,392 metros através do Sistema de Posicionamento Global por três equipes da Universidade Federal do Paraná, coordenadas pelo professor Paulo César Lopes Krelling, do curso de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas Esta medida é adotada oficialmente desde então.

          A trilha tem cerca de 8,3 km, e não apresenta grandes dificuldades, mas é preciso ter bom preparo físico. As montanhas mais próximas, como o Caratuva e o Itapiroca são recomendadas para quem ainda não tem muita experiência.


fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Pico_Paraná
http://www.rumos.net.br/rumos/rumo.asp?cdNot=85

************************************************

Aventura:

          Foi na noite de 20 de Abril de 2015 que 11 Desbravadores resolveram aventurar-se pelo Pico do Paraná. Um passeio por um local recheado de boas surpresas e visuais incríveis. Tá certo que não tinha muito o que ver nesta primeira etapa por ser a noite. Só escuridão...rsrsrs

          A princípio revisamos nossa bagagem e diminuímos o máximo em volume e peso a fim de deixá-la o mais leve possível. Uma vez que nossa caminhada iria se resumir num bate e volta.

          Caminhamos das 22hs até as 6:30hs. Foram 8h e 30min de sobe e desce, travessias, barro, raízes, troncos, chuva, pedras, grampos, corrente, cordas. Chegamos junto com o nascer do sol.

          Após algumas horas de descanso, retornamos ansiosos em concluir a segunda etapa da caminhada que durou 7h e 30 min. Agora de dia, pudemos registrar em nossas memórias belas imagens da natureza que jamais vamos esquecer.

          Durante o percurso ninguém se feriu, graças a Deus e seus anjos protetores, que nos acompanharam do início ao fim.


************************************************

Participaram desta caminhada:
Admir - Ana - Edson (pai) - Edson (filho) - Fraan - Fabricio - Hozyres - Kelly - Leide - Maay - Matheus

Fotos:

video